INFORMAÇÕES

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE CAIXAS D'ÁGUA

O planejamento do dia da operação contribui para a redução do desperdício de água.

PROCESSO DE LAVAGEM

Inicialmente, feche o registro geral da caixa ou amarre a bóia,impedindo a entrada de água no reservatório;

Utilize normalmente a água armazenada nas atividades de rotina, até que o reservatório esteja quase vazio;

Tampe a boca do cano de distribuição de água para o interior do prédio, com um pedaço de madeira (batoque) ou panos limpos,para evitar a entrada de sujeira nas tubulações;

Para facilitar o acesso às caixas d'água, utilize uma escada,firmando-a bem ao chão, observando as medidas de segurança necessárias;

Atenção redobrada com os fios de energia, para evitar choque elétrico;

A água que restar no reservatório, será utilizada na sua limpeza. Escove as paredes, o fundo do reservatório e suas tampas utilizando, somente esponjas, buchas, escovas ou panos limpos.

Nunca use escova de aço, sabão, detergente ou outros produtos, uma vez que poderão deixar resíduos aderidos nas superfícies internas do reservatório e, posteriormente, agregados à água armazenada, podem comprometer a sua potabilidade.

Enxágüe as paredes e pisos, deixando que a água escoe até a tubulação de descarga. Abra o registro.

Caso seu reservatório não possua essa tubulação de limpeza,faça um sifão utilizando um pedaço de mangueira ou use um balde para esgotar a água suja.

Para retirar a água e qualquer outro resíduo acumulado no fundo do reservatório, use pá, balde e panos limpos, deixando a caixa totalmente vazia, concluindo, assim, o processo de lavagem.

PROCESSO DE DESINFECÇÃO

Concluída a lavagem, feche todos os acessos, entrada e saída de água do reservatório (registro de descarga).

Reduzindo o desperdício

Reduza o desperdício de água, preparando a solução desinfetante em recipiente à parte, na quantidade suficiente para molhar internamente o piso, as paredes e tampas do reservatório.

Coloque a solução clorada dentro do reservatório, por intermédio de um recipiente de plástico, espalhando-a de maneira uniforme, por aspersão ou com o auxílio de palheta ou pincel limpos.

Abra o registro de captação (chave geral) ou solte a bóia.

Abra todas as torneiras e deixe escoar um pouco de água. Logo que seja percebido o cheiro do desinfectante na água que escoa, feche, imediatamente, as torneiras e o registro de captação. Agindo desta maneira, você estará preenchendo todas as canalizações com a solução clorada, para promover a desinfecção da tubulação.

Espere as duas horas de contato. Durante o tempo de contato, a água contida na caixa d'e1gua não poderá ser usada Esvazie totalmente o reservatório, abrindo todas as torneiras, vaso sanitário, concluindo assim a desinfecção do reservatório e também das tubulações.

Tempo de contato

A solução desinfetante deverá permanecer no reservatório por um período mínimo de 2 (duas) horas. Esse tempo, denominado tempo de contato , é o intervalo mínimo necessário para que a água. mantenha contato com a solução desinfetante, viabilizando a eliminação de bactérias presentes na água.

CUIDADO A ÁGUA ESTÁ PURO A CLORO!

Caso o cheiro do desinfetante ainda persista, encha o reservatório novamente, tornando a esvaziá-lo, pouco à pouco, até que a água não apresente cheiro, ou seja, fique inodora. É importante que você não desperdice essa água. Utilize-a para lavagem de pisos e descargas de bacias sanitárias.

Feche bem o reservatório, verificando se a tampa ficou bem ajustada.Caso contrário, faz-se necessária a vedação das tampas com auxílio de argamassa fraca (mistura de cimento e areia). O reservatório bem fechado diminui o risco de contaminação, além de evitar a proliferação de vetores transmissores de doenças, a exemplo do "mosquito da dengue".Registre a data em que foi realizada a limpeza e desinfecção do reservatório. A anotação poderá ser feita na parede externa do reservatório Abra o registro geral da de entrada de água ou solte a bóia. Finalmente volte a usar normalmente a água do seu reservatório.

PREPARO DA SOLUÇÃO DESINFETANTE

IMPORTANTE OBSERVAR!!!

Volume do reservatório

Para calcular a capacidade do reservatório é necessário verificar as 3 (três) dimensões: altura (metro), largura (metro) e comprimento (metro), efetuando a multiplicação entre elas. O resultado é expresso em metros cúbicos (m³ ) ou transformado em litros, multiplicando este resultado por 1.000 (1m³ =1.000 litros)

Teor de cloro ativo

O teor de cloro ativo é expresso em percentagem (%). O mesmo deve estar fixado no rótulo da embalagem do produto.

O rótulo também deve apresentar o número de registro no Ministério da Saúde e o prazo de validade.

Concentração de cloro livre requerida para uma solução Clorada

A concentração da solução depende do teor de cloro ativo existente no produto clorado utilizado para a desinfecção e da quantidade de água usada para a diluição. Também está atrelada a um tempo de contato. Quanto menor o tempo disponível para que a solução permaneça dentro do reservatório, maior deverá ser a concentração da solução desinfectante.Para evitar o desperdício, reduza o volume de água e mantenha a quantidade do produto clorado (água sanitária 2,0%). Desta forma a concentração da solução clorada aumenta. O volume final da solução deverá ser suficiente para molhar toda a superfície interna e tampa do reservatório, para que sejam submetidas a desinfecção.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde

Qual o seu nível de satisfação com essa página?


Muito insatisfeito

Um pouco insatisfeito

Neutro

Um pouco satisfeito

Muito satisfeito